Aqueles que nos tornam particulares!

Número total de visualizações de página

27/11/2010

Queria rasgar o mundo.

A estrada que rasga o dia
Queria rasgar o mundo,
depurando o inútil para o fundo, fazendo vir à tona o bem-estar.

Queria rasgar o mundo, deixando espaço aberto para o sol arejar as entranhas mais poluídas.

Queria rasgar o mundo, deixando evaporar o cheiro fétido dos mal-entendidos. Pudesse, abriria tal rasgo que deixaria um caminho aberto para que as novas sementes, ladeadas pela terra fresca, brotassem sorrisos e bem-aventuranças.

Se eu pudesse rasgar o mundo, correria na pena maior - a omnipotência gera fervor, raiva, inveja, mau-estar...
Risível se torna este desabafo, pois não posso rasgar o mundo, apenas a folha de papel, que dá voz impressa a este desabafo!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores