Aqueles que nos tornam particulares!

Número total de visualizações de página

16/09/2013

O fim de um blogue...

Assim denomino a sensação que detenho. Esta sensação fica da tentativa de abrir um blogue, que foi removido.
Findo um processo numa escola e de um projeto querido, finda o testemunho que o publicou...
Estou triste, mesmo triste. Não guardei as mensagens bonitas que por lá postei, mas a vida é mesmo assim: feita de ciclos! Encerrei um ciclo, que me deixa saudade e, igualmente,  alguma tristeza, pois os projetos em mente para trabalhar com aqueles alunos especiais já se perfilavam num esboço...

05/05/2013

Nada de novo.

Há quem venha aqui e não veja "nada de novo"...
A vida tem continuado a sua rotina, o que é bom!
"Nada de novo" pode implicar isso mesmo: nada muda as regras e os passos diários. Assim é bom!
Hoje, dia da MÃE, pormenores tornaram-no um bocadinho diferente: miminhos dos meus filhos, acompanhados de papelinhos e declarações de amor virtuais! Porém, "nada de novo", pois todos os dias eles fazem isto, apenas mudaram hoje alguns detalhes! 
Até as saudades que tenho da minha mãe são velhas, "nada de novo", o tempo, aliás, tem se encarregue de as envelhecer com a dignidade própria da força da idade que as sentem. 
Portanto, a quem vem aqui dar uma vista de olhos, porque sim ou por acaso, "nada de novo" !!


A imagem não é minha, mas achei-lhe imensa graça....!

07/04/2013

Escolas nas aldeias...

Fazer anos e poder celebrar com os seus coleguinhas é a vontade de qualquer um dos queridos alunos que acompanho numa aldeia! Como lamento o desaparecimento gradual destas escolas, quebrando o barulhinho típico das crianças a brincarem no recreio...
O que acontecerá à cadelinha que, diariamente, vai à hora do intervalo buscar festinhas?

09/01/2013

Entardecer...



Aqui,
relembro momentos e ensinamentos,
silêncios e risos,
amarguras e conquistas,
lágrimas e miminhos de pãozinho com manteiga!
Pai, hoje celebra os seus 68 anos de vida…
É bom vê-lo apagar a vela com a força necessária para refletir a sua autonomia!
Outrora rodeado de grandes amigos, ficam as lembranças na companhia dos que lhe são mais queridos.
A sua passagem tem o significado suficiente para deixar em nós a vontade de celebrar os anos sequentes.
Momentos, risos, ensinamentos, desafios, conquistas, falhas, amarguras, sonhos e desejos…
Amanhã? Se for igual ao dia d’hoje dou-me por feliz…


Seguidores