Pormenores

Aqueles que nos tornam particulares!

Número total de visualizações de página

10/08/2017

2 anos.

2 anos sem escrever.
Tanta coisa acontece neste espaço temporal. Não as enumero.
Manter um blogue necessita de dedicação, tempo e, sobretudo, inspiração!
 3 itens, 1 em falha - TEMPO!

O que anda a acontecer ao tempo?!

22/12/2015

Abraço(S)!

Abraço.
Abraços.
Abracinhos...

Tão, tão bom!
Há quanto não sentia a ternura da amizade posta em tantos abraços!
Senti-me acarinhada, feliz!

Onde estavam?!
Num grupo de colegas maravilhosos!

31/08/2015

Começar de novo.

Começar um novo ano escolar numa escola desconhecida é um bocadinho estranho.
Começar do zero, outra vez, faz-me voltar a sonhar e desejar o melhor para mim. Serei capaz de cumprir os meus projetos profissionais? 
O receio tenta apoderar-se dos meus momentos de fraqueza. Em simultâneo, relembro a quantidade de pessoas lindas que tenho vindo a conhecer por onde passo!
Não sei quem é que "aí", desse "lado", me acompanha nestes desabafos, porém a facilidade com que semeamos palavras e sentidos na WWW é algo que nos permite perpetuá-las para mais tarde os nossos as rememorarem!

13/07/2015

Premonição.

De uma nota.
De um momento.
De uma resolução.
De uma vida.
De algo que me faz ter fé. Hoje. Sobretudo hoje.


Sem imagem. Apenas sentido.

03/02/2015

Instante.

É a dor de barriga que assola
                            no instante em que se espera
                                                     as novidades do dia 
                                                              

É olhar para o relógio
          e querer passar o tempo
                          umas vezes mais depressa
                                         outras não.

Ponto final
     é o instante que decide a pausa
                    ando cansada
                               e, no mesmo instante que o escrevo, dou graças por estar aqui.

04/08/2014

Instante.

Sempre quis oferecer uma viagem de férias aos meus pais a um local paradisíaco. Nunca tive essa oportunidade. 
Por instantes, recordo-me sempre dessa pretensão.
Agora, sem o casal, a oportunidade já não acontecerá. 
E eu? 
Também gostava de ir..., mas voltar.



08/04/2014

Até...

Entender é perdoar...

A idade avança e os sentimentos paradoxais desafiam-se sem cessar.
Entendo. Perdoo. Olho para o futuro?!...penso no presente e no bem estar que me acarreta perceber que os defeitos de alguns tornam-se ínfimos frente aos problemas de outros!

Tola. Só hoje o estou!
Perdoo, sem querer, mas quero entender que o faço para continuar a sorrir...


Post sriptum...sim, estou com a lua!

Seguidores