Aqueles que nos tornam particulares!

Número total de visualizações de página

04/08/2014

Instante.

Sempre quis oferecer uma viagem de férias aos meus pais a um local paradisíaco. Nunca tive essa oportunidade. 
Por instantes, recordo-me sempre dessa pretensão.
Agora, sem o casal, a oportunidade já não acontecerá. 
E eu? 
Também gostava de ir..., mas voltar.



08/04/2014

Até...

Entender é perdoar...

A idade avança e os sentimentos paradoxais desafiam-se sem cessar.
Entendo. Perdoo. Olho para o futuro?!...penso no presente e no bem estar que me acarreta perceber que os defeitos de alguns tornam-se ínfimos frente aos problemas de outros!

Tola. Só hoje o estou!
Perdoo, sem querer, mas quero entender que o faço para continuar a sorrir...


Post sriptum...sim, estou com a lua!

21/01/2014

Uma imagem.Um sorriso...

Para quem me lê e nada vê.

O tempo tem passado e os momentos entram em bipolaridade: bons e menos bons.
Dos menos bons, aponto a perda de uma menina que vi sorrir em agosto.
O tempo da Mariana,  por aqui, foi mais curto do que é habitual...

Descobrimos tanta coisa: viagens ao espaço, distribuidores de partículas, teclados projetados...e não temos a cura para as doenças...

Não pensei que este momento menos bom fosse acontecer. Mas aconteceu. E agora guardo em mim a imagem daquele sorriso lindo, de passagem.

Os momentos bons? Este, por exemplo. Estar aqui, perto dos meus, desejando que seja sempre assim - mais um dia que chega ao fim, mas com a esperança que o toque do despertador soe sempre da mesma forma...

Grata  a quem me lê, pois partilhará comigo, com certeza, uma oração pelos que já não estão entre nós.


Seguidores